sábado, 21 de junho de 2014

Chegou a melhor estação para escalar no Cipó

Hoje começa o inverno, a melhor estação para escalar na Serra do Cipó e na maioria das cidades do Brasil.
É bem verdade que é possível escalar ao longo de todo o ano no Cipó, porém agora o clima é perfeito, as agarras estão colando, a temperatura é agradável, dá até vontade de escalar no sol e aproveitar o calor que ele proporciona...


Taissa escalando a clássica Lamúrias de um viciado. 

Escalada no setor Coliseo, foto: Colette McInerney.


Antes de escalar tomar um mate ou um cafezim vai bem... Quem toma mate sabe que ele é uma bebida que pode ser compartida e reunir os amigos numa roda de mate é uma atividade que aquece o corpo e o coração!

Da mesma forma compartilhamos as histórias, a "seg", os betas, as risadas, bons papos e até cadenas, quando elas rolam... Porque na verdade o que a gente quer mesmo é escalar e estar com os amigos!





Outra coisa boa no inverno é que não há risco de tromba d'água e as caminhadas na região se tornam mais seguras.
 

Momento de tromba d'água na cachoeira do Gavião.

Mesma cachoeira em um período sem chuvas.


 Então que tal aproveitar o dia de descanso e conhecer uma trilha nova, uma cachoeira nova e quem sabe se arriscar a um banho frio?! Crioterapia é indicada para algumas lesões do climb... rsrs

    
Cruzamento de um rio na trilha para o Travessão.

Bom inverno e boas escaladas!!!



quarta-feira, 18 de junho de 2014

Um pouco de História - Estrada Real

Em meados do século XVIII já eram muitos os caminhos que conduziam às minas de Minas Gerais, mas também muitos eram os seus descaminhos. Para evitar estes descaminhos a Coroa Portuguesa determinou que o ouro e os diamantes deixassem as terras mineiras apenas por trilhas outorgadas pela realeza, que receberam o nome de Estrada Real.




Inicialmente, o caminho ligava somente a cidade de Paraty às províncias auríferas do interior de Minas, a antiga Villa Rica, hoje Ouro Preto (Caminho Velho). No entanto, a Coroa Portuguesa percebeu a necessidade de um trajeto mais seguro e rápido ao porto do Rio de Janeiro, surgindo então o caminho novo. Ainda no século XVIII, surgiram outras trilhas para exploração dos diamantes – o belo Caminho dos Diamantes.

Cercados de natureza exuberante e por pessoas acolhedoras, hoje estes caminhos levam seus visitantes a conhecer belos atrativos de cada cidade, a cultura, a história e até o passo a passo daquele maravilhoso pão de queijo servido com um delicioso café quentinho ao pé do fogão a lenha.
Com 1600 km de extensão, além de sua importância como eixo principal do ciclo do ouro, a Estrada Real exerceu papel fundamental no desenvolvimento político, cultural e socioeconômico do Brasil.

Tamanha riqueza transformou a Estrada Real na maior rota turística do Brasil, que abriga algumas das mais belas paisagens do mundo.

Caminho dos Diamantes

Atrativos que somam aventura, natureza, história e cultura dão o tom das viagens pelo Caminho dos Diamantes da Estrada Real. O viajante percorre cerca de 400 quilômetros na companhia da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e de suas paisagens exuberantes.
Alguns atrativos imperdíveis:
  • Cachoeira do Tabuleiro com 273 metros
  • Caminhos dos Escravos em Diamantina
  • Santuário do Caraça
  • Parque Nacional da Serra do Cipó
  • Sitio Arqueológico da Pedra Pintada

Parque Nacional da Serra do Cipó.


Que tal aproveitar um feriado ou reservar um período das férias para conhecer o Caminho dos Diamantes?!
Aliar a paixão pela escalada a um trecho da história do nosso Brasil?!

Incrível não é?!


http://www.institutoestradareal.com.br/estrada-real/caminhos/caminho-dos-diamantes



quarta-feira, 9 de abril de 2014

WAFA: Primeiros Socorros para Áreas Remotas Naturais Avançado na Serra do Cipó

Este ano a WMA (Wilderness Medical Association) vai realizar o Curso de Primeiros Socorros para Áreas Remotas Naturais Avançado (WAFA) na Serra do Cipó - MG.
O Curso será ministrado entre os dias 05 a 08 de junho de 2014 no Espaço Mandalla.
A estrutura do Espaço Mandalla Hostel estará disponível para o curso, a hospedagem, as aulas e as refeições serão realizadas no local.

Sobre o WAFA:
O Wilderness Advanced First Aid é um treinamento médico compreensivo desenvolvido para profissionais de áreas remotas ou líderes outdoor que aventuram-se em ambientes moderadamente remotos e desafiadores. A Medicina para Áreas Remotas Naturais difere significantemente dos cursos padrão de programas voltados para ambiente urbano. Este curso ensina a lidar com emergências médicas quando hospitais e serviços de resgate podem não estar disponíveis por um período extenso. Nós preparamos alunos para situações de emergência que envolvem o cuidado prolongado de pacientes, ambientes severos e equipamento improvisado.

Sobre a Inscrição no WAFA: 
Ainda há vaga para o Curso, aproveite!

*Inscrição até 02 de maio: R$ 1380,00 em 2x R$ 690,00
*Inscrição após 02 de maio e pagamento R$ 1452,00 em 4x

*Filiados FEMEMG: R$ 1308,00 em 2x R$ 654,00
Na tarifa está inclusa a hospedagem e alimentação

 
Maiores informações sobre o WAFA, nos links abaixo:
*Link para a página com infos sobre a logística do curso:
http://www.wildmed.com/wilderness-medical-courses/recertification/wilderness-advanced-first-aid/course-3140/

*Link para a página com infos sobre o curso WAFA:

http://www.wildmed.com/wafa-primeiros-socorros-para-areas-remotas-naturais-avancado/


Fotos de edições anteriores:

Crédito da imagem: WMA Brasil.

Crédito da imagem: WMA Brasil.

Crédito da imagem: WMA Brasil. 

O Curso é organizado por Samanta Chu, Representante no Brasil e Instrutora
Wilderness Medical Associates International - Brasil

O Espaço Mandalla espera por vocês, durante o curso de Primeiros Socorros para Áreas Remotas Naturais Avançado (WAFA).